Entre as 44 principais economias desenvolvidas e emergentes, o real brasileiro foi a moeda que mais se desvalorizou no ano ante ao dólar, com queda de 36,51% até o fechamento do mercado na quinta-feira (30). Na sequência aparecem o rand sul-africano (-32,27%), peso mexicano (-27,70%), peso colombiano (-20,30%) e a lira turca (-19,99).

Em meio à crise da covid-19, é normal ver as moedas se desvalorizando, mas por que a do Brasil foi a que apresentou a maior queda se a pandemia afeta todos os países? Após o dólar chegar a cotação nominal recorde de R$ 5,66, a moeda encerrou abril na semana seguinte cotada a R$ 5,49.