O dólar bateu um novo recorde chegando a R$ 5,66 após a saída do ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro do governo, nesta sexta-feira (24). A bolsa chegou a cair 5,45%, mas após o discurso do presidente Jair Bolsonaro recuperou 2%.

Sem dúvida a crise política interferiu nos índices do dia, mas para as exportações brasileiras a alta do dólar pode não ser totalmente negativa. Para Alexandre Amorim, gestor de investimentos da ParMais, a alta impacta mais nas importações e beneficia as exportações.

“Em tese, o dólar alto é bom para a indústria e ajuda a equilibrar a balança comercial brasileira. O país fica mais atrativo para outro tipo de investimento porque torna o produto nacional mais atrativo aos olhos do mundo, e isso facilita negócios de exportação”, comenta.