O Governo Federal vai agir para evitar que o preço do Arroz continue a subir e, também, para que não falte o grão nos mercados do país. O compromisso foi firmado pela ministra Tereza Cristina, da agricultura, pecuária e abastecimento, durante uma reunião ministerial, que contou com a participação da Youtuber mirim Esther Castilho, de 10 anos de idade.

A convite do presidente Bolsonaro, a pequena Esther participou do encontro, e pôde fazer perguntas aos titulares de cada ministério. Ao questionar do sobre o Arroz, a ministra Tereza Cristina respondeu:

Pelo Brasil, o Arroz tem atingido preços altos nas prateleiras dos mercados. O pacote de 5 quilos, comumente vendido a cerca de 15 reais, em alguns estados está sendo comercializado a 25, e em outros, chegou a passar dos 40 reais.

De acordo com a Abiarroz, Associação Brasileira da Industria do Arroz, a oferta reduzida da matéria-prima, além da dificuldade de transporte do produto, por conta da pandemia e o isolamento social, e a preferência de alguns produtores em exportar o grão, tem agido diretamente na alta do arroz nas prateleiras dos mercados do país.